23/10/2019

Relógio de Ponto: 5 dicas importantes para ajudar na hora da compra


Seja qual for o tamanho da sua empresa, controlar a jornada de trabalho dos funcionários é fundamental e mostra transparência na gestão. A prática permite visualizar de maneira eficiente o total de horas cumpridas, para evitar fraudes, dores de cabeça, prejuízos e problemas com a lei.

 

Graças a automação, o Relógio de Ponto é opção mais segura e eficaz para regulamentar as horas de entrada, saída e pausas dos colaboradores. Mas você sabe escolher o modelo certo de relógio de ponto? Quais aspectos precisam ser consideradas antes da sua implantação? Para te ajudar, preparamos um blog post listando cinco dicas importantes nesse processo para esclarecer as principais dúvidas. Então, não perca tempo:

1. Descubra se o equipamento é homologado

 

É muito importante checar se o equipamento atende a todas exigências legais. O produto precisa estar homologado de acordo com a Portaria INMETRO nº 1.510/2009. Dessa forma, evita-se problemas sujeitos ao descumprimento da lei, como punições e aplicação de multas.

 

É possível conhecer melhor sobre essa portaria clicando aqui

2. Custo-benefício

 

Avalie as vantagens do relógio de ponto e se o modelo é ideal para o tipo da sua empresa. O preço é um valor importante a ser considerado, pois há soluções de custos mais elevados que não atendem totalmente a um determinado tipo de empresa e há soluções de baixo custo e alta eficiência capazes de atender seu negócio mais democraticamente.

3. Economia

 

O custo de manutenção dos relógios ponto são mais baixos, pois com o desuso das antigas planilhas e livros de controle, não é necessário realizar a compra frequente de cartelas e papel. Por isso, é preciso verificar se o modelo do relógio de ponto consegue realizar mais impressões utilizando uma mesma bobina, pois esse processo também ajuda na economia de papel e contribui para o meio ambiente.

4. Aspecto técnicos

 

Pesquise cautelosamente os aspectos técnicos do modelo escolhido. Fique atento ao desempenho e processamento do equipamento, e se um dos processadores é exclusivo para o registro do ponto. Verifique também os tipos de identificação, a capacidade de armazenamento (o ideal é mais de 1,5 milhões de registros) e a segurança que o aparelho oferece diante do controle de dados e fraudes.

5. Manutenção e garantia

 

Muitas empresas não fornecem a instalação do relógio de ponto, tampouco a garantia do equipamento. Para evitar surpresas e taxas adicionais, pesquise por uma empresa que forneça assistência técnica e manutenção.

 

Ficou alguma dúvida? Já está pronto para aplicar nossas dicas na hora de comprar um relógio de ponto? Convidamos você a entrar em contato conosco e conhecer nossos equipamento e soluções.


 




Olitécnica